Problemas ao monitorar os resultados da sua empresa?

Publicado em: 06/04/2018

Quais são os objetivos da sua empresa para os próximos anos? O que sua empresa está fazendo para alcançar estes objetivos e quais são os resultados obtidos até o momento?

De fato, muitos empresários embora tenham investido na elaboração de um planejamento estratégico, não sabem responder se o seu negócio está a caminho da estratégia estabelecida. O constante monitoramento é fundamental para verificar se sua empresa está em risco ou destinada ao sucesso.  Mas como fazê-lo?

O que devo monitorar?

Alguns responderiam esta pergunta com base apenas em seus indicadores financeiros como faturamento, lucratividade e EBITDA. Embora sejam relevantes, estes indicadores sozinhos não são suficientes para avaliar seus resultados, uma vez que o desenvolvimento de uma empresa depende de outros fatores que impactam diretamente na estratégia. É necessário ampliar a visão, considerando a perspectiva financeira, mas também incluindo um foco em processos internos, colaboradores, mercado, inovação, tecnologia, entre outros.

A falta de um monitoramento global do negócio aumenta as chances de sermos surpreendidos por problemas de difícil identificação prévia, tais como falhas em processos, dificuldade na retenção do conhecimento organizacional, perda de mercado para a concorrência e custos operacionais elevados, o que pode significar que a organização não está direcionando seus esforços de forma alinhada aos seus objetivos de longo prazo.

Alcance mais metas e resolva menos problemas

Quando monitoramos o negócio de forma sistêmica, podemos estar mais atentos aos fatores externos e internos que podem impactar nos resultados da empresa, possibilitando o planejamento de ações preventivas que irão ajustar os rumos da organização frente aos obstáculos identificados.

Adotando esta abordagem, o tempo gasto resolvendo problemas será utilizado a fim de assegurar que objetivos sejam atingidos através de ações ordenadas, e com isso, a estratégia de negócio futura seja alcançada. Porém, para obter um resultado efetivo e sustentável, as iniciativas precisam estar atreladas aos objetivos estabelecidos no próprio planejamento estratégico.

Estes, por sua vez, precisam estar relacionados a indicadores e metas que permitirão acompanhar o alcance dos resultados, dando ao gestor uma visão global do atingimento das estratégias estabelecidas. Definir prazos para o alcance das metas é fundamental para o posterior monitoramento.

E para quem não tem um planejamento estratégico formalizado?

Caso sua empresa não tenha um planejamento estratégico formalizado, considere a possibilidade de fazê-lo. Num mundo com tantas transformações, pensar no futuro é fundamental para continuar existindo. E ter uma estratégia para alcançar o destino planejado é condição para alcançá-lo.

O planejamento estratégico deve permitir desdobrar a missão e visão da organização em objetivos que levem em consideração todos os fatores que podem impactar o negócio da empresa, positivamente e negativamente. Deve estar atrelado a indicadores e metas que irão traduzir quantitativamente o alcance dos objetivos planejados, fornecendo insumos da situação atual da organização. Por fim, ainda como resultado do planejamento, devem ser elaborados os planos com as ações de curto, médio e longo prazo, para garantia do alcance das metas estabelecidas.

Somente após a elaboração do planejamento estratégico, a empresa poderá realizar o monitoramento. É comum ver empresas adquirindo softwares de gestão de indicadores sem, contudo, ter seus indicadores, metas e prazos definidos previamente. O resultado pode levar a uma ferramenta eficiente alimentada com indicadores irrelevantes, incompletos ou incapazes de ajudar no monitoramento efetivo da estratégia.

Pronto para começar?

Você precisa monitorar sua empresa. E planejar é pré-requisito para um monitoramento efetivo. Fique atento a algumas dicas:

  • Realizado seu planejamento, os objetivos estratégicos definidos devem estar associados a indicadores e metas;
  • Na definição de indicadores, detalhe cada um deles estabelecendo a periodicidade da coleta, responsável pela coleta, fórmula de cálculo, fontes de dados, forma de coleta, entre outros;
  • Estabeleça reuniões periódicas da alta administração para monitorar o avanço dos indicadores;
  • Crie planos de ação corretiva quando identificar desvios com relação ao atingimento das metas;
  • Comunique seus indicadores e metas e envolva sua equipe no atingimento de resultados;
  • Considere adotar uma ferramenta visual, para apoiar na gestão dos seus indicadores e metas;
  • Desdobre seu planejamento em projetos e monitore o desenvolvimento de cada um deles, para assegurar que a estratégia será alcançada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *