Ferramentas de Gestão: Diagrama de MUDGE

Publicado em: 01/10/2019

Existem diversas ferramentas que apoiam às empresas em seu gerenciamento. Neste artigo vamos explicar o Diagrama de Mudge, utilizado para seleção e priorização de uma lista, com base em critérios previamente definidos.

Diagrama de MUDGE

Durante o desdobramento estratégico, um conjunto de projetos e ações são definidos no âmbito do planejamento, materializando assim sua execução. Não é incomum que este número seja elevado, principalmente quando o horizonte do planejamento é de longo prazo. Priorizar este conjunto de projetos é de fundamental importância para que os esforços iniciais sejam focados naqueles com maior relevância ou nos mais oportunos para o alcance da estratégia.

O Diagrama de Mudge é uma ferramenta que permite comparar aos pares um conjunto de critérios, para que ao final se possa conhecer a sua importância relativa.

O passo inicial consiste em definir os critérios que serão utilizados como base para realizar a priorização. Em planejamentos estratégicos, é comum ver critérios como “alinhamento à visão”, “aumento da receita”, “diminuição da despesa”, “importância estratégica”, dentre outros, sendo utilizados. A escolha dos critérios é uma decisão de cada empresa, e varia em função de suas necessidades.

Escolhidos os critérios, é hora de montar o diagrama. Você deve elaborar uma matriz triangular (ver abaixo) e comparar o elemento de cada linha com cada uma das colunas, atribuindo uma letra e um número como resultado (exemplo: B1):

A letra representa o elemento de maior importância e o número, uma escala assim definida:

1 – moderadamente mais importante

3 – medianamente mais importante

5 – muito mais importante

Desta forma, no nosso exemplo, o resultado “B1” representa que o elemento “B” (Alinhamento à visão) é moderadamente mais importante do que o elemento “A” (Aumento da receita).

Você deve repetir o processo até que a matriz triangular esteja completamente preenchida, como no nosso exemplo:

O passo seguinte é somar a pontuação associada a cada letra. Tomando-se como exemplo a letra “A”, verifica-se que ela aparece 3 vezes (A3, A5 e A1). Então se obtém um total de 3 + 5 + 1 = 9 para a letra A. Atribuídas todas as pontuações, nosso exemplo ficaria assim:

Após, calcula-se a proporção entre as pontuações obtidas, estabelecendo-se o percentual de importância relativo a cada elemento:

Por fim, a proporção obtida no Diagrama de Mudge deve ser utilizada como peso na priorização dos projetos, para que se possa estabelecer uma ordem de execução.

Após a priorização, é importante avaliar se os resultados obtidos estão alinhados com as estratégias da organização. Problemas na definição dos critérios de priorização, diretrizes internas, decisões da alta administração, alto risco, dentre outros fatores podem fazer com que a empresa priorize projetos que não tenham ficado entre os melhores classificados na priorização do método.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *